Anunciantes


Humor, crítica, crônica, comédia e sátira sobre o Rio de Janeiro, o Brasil e o Mundo |  Defendendo o humor inteligente do Capitalismo e do Aquecimento Global, antes que se torne brinde de pasta de dentes

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007



Mensagem de Fim de Ano (2007)

E se Papai Noel existir?

Este ano meu primeiro filho nasceu. E agora se aproxima seu primeiro Natal. Às vezes olhando seu rostinho alegre dá pra imaginar sua fisionomia quando ele for mais velho. A carinha com que ele vai pedir presentes. O sorriso com que ele vai recebe-los.

Penso quais serão minhas preocupações. Devem existir pais por exemplo preocupados em que o filho não descubra se Papai Noel existe ou não pela Internet. E não vai ser num texto meu que alguém vai descobrir isso. Até porque eu mesmo tenho minhas dúvidas.

Acredito que nada de bom surge ao acaso. Nem se mantém a custo de nada. Tudo de bom no mundo depende do esforço e dedicação das pessoas de bem. Assim é o Natal.

Se você acha que no meio de tanto consumismo o Natal perdeu a magia, é porque você entregou os pontos. Muita gente se recusa a faze-lo.

Por exemplo, há décadas os Correios dão tratamento especial às cartinhas endereçadas ao bom velhinho, unindo as crianças carentes cheias de esperança aos papais noeis de bom coração. Assim é a campanha Papai Noel dos Correios. Você vai até uma agência (aqui no Rio, a da Presidente Vargas), lê as cartinhas, escolhe uma ou mais e dá o presente para que eles entreguem.

Quem vai sugerir àquela criança feliz de que Papai Noel não exista?

Bom Natal, Feliz 2008.

Um comentário:

ridardo disse...

jardim
ao meu querido filho que nao vio a luz do sol opapai ama voce ea mamae de Ricardo manndella!.....4-11-2008 para tais mandella espoa maravilosa um feliz 2009 p- todos que vivos estao.